Ganhei!!!!!

Ganhei!!!!!
Obrigado pela preferência! rsrs

21 de julho de 2010

A primeira Rosa


Era a primeira vez que via aqueles olhos

Que sentia seu cheiro e sorria teu riso

Era a primeira vez que eu não adormeceria em paz

Que não apagaria o dia e esperaria a noite

Era a primeira vez que mandaria rosas

Que haveria de querer aquela Rosa

Era a primeira vez que lamentaria tua ausência

Que o fim de tarde estaria repleto daquele vazio

Era a primeira vez que ouviria me chamar

Que num sussurro você diria: “Vem me amar”

Era a primeira vez que eu não saberia o que falar

Que a um poema não caberia expressar

Era a primeira vez que eu saberia como voltar

Que a tua mão iria acalentar

A dor que comigo trago dessa vida

Que a cada dia se torna insólita

E num abraço se faz perdida

Por: Pedro Hermes

8 comentários:

  1. Pedrooo... sensível como sempre...
    Lindo texto...

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. nossa quem é sua inspiração?????????????

    ResponderExcluir
  3. Depende... nem sempre o sentimento é meu, apesar de viajar no sentimento alheio... mas essa história é minha sim!

    ResponderExcluir
  4. "Era a primeira vez que eu não adormeceria em paz...
    que lamentaria tua ausência"

    Não ha muito a ser dito... lindíssimo Pedro!!!(Duplo sentido!!! haha)

    Me biografou!
    rs

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    sem gelo, vinho e gelo da reggae não!!! Vinho tem q ser temperatura ambiente pra esquentar os ânimos...
    kkkkkkkkk
    Por nada querido!!!

    ResponderExcluir
  7. gabriela fernandes viera24 de abril de 2012 08:15

    ameiiiiii lindo

    ResponderExcluir